Guia Extra
LOCALIZAR

Notícias

Guia Extra Uberlândia

MEIO AMBIENTE

Consórcios do Triângulo e Alto Paranaíba vão receber recursos para gestão de resíduos sólidos

Grupos que contemplam 20 cidades vão receber verbas para realizar tratamento dos resíduos e fechar - Lixões

22/07/2022 - 19:16
Consórcios do Triângulo e Alto Paranaíba vão receber recursos para gestão de resíduos sólidos

Consórcios do Triângulo e Alto Paranaíba vão receber recursos para gestão de resíduos sólidos.

Grupos que contemplam 20 cidades vão receber verbas para realizar tratamento dos resíduos e fechar ‘lixões’.

Com informações G1 Triângulo e Alto Paranaíba

O Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba (Cides) e o Consórcio Público Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável do Alto Paranaíba (Cispar), vão receber recursos da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) para gestão de resíduos sólidos e fechamento de “lixões”.

Resíduos sólidos

De acordo com a Semad, o Cides vai dividir R$ 3,2 milhões com outros 3 consórcios do estado. O consórcio do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba é formado pelos municípios de Araporã, Cachoeira Dourada, Campina Verde, Canápolis, Capinópolis, Cascalho Rico, Centralina, Douradoquara, Estrela do Sul, Grupiara, Gurinhatã, Indianópolis, Ipiaçu, Ituiutaba, Monte Alegre de Minas, Monte Carmelo, Nova Ponte, Prata, Santa Vitória e Tupaciguara.

Os recursos deverão ser usados para aquisição de equipamentos para coleta seletiva com caminhões, caminhonetes, armazenadores, prensas, esteiras e balanças eletrônicas.

‘Lixões’

Já o Cispar, de Patos de Minas, será um dos 7 consórcios que vão dividir R$ 98,4 milhões de parceria com o Ministério do Meio Ambiente. A origem do recurso é o pagamento de multas ambientais pela mineradora Vale, pela tragédia de Brumadinho.

Ao todo, os consórcios deverão instalar 9 usinas de triagem mecanizadas. Cada usina terá a capacidade de recuperar até 70% dos resíduos sólidos que, segundo a Semad, vai gerar receita e créditos de reciclagem para os consórcios e trabalhadores.

Conforme o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, as usinas vão permitir que “lixões” sejam fechados nas regiões beneficiadas.

“Conseguimos criar nove usinas de triagem modernas, híbridas e modernizadas. Vamos gerar empregos verdes na região e nos municípios que, a partir de agora, vão fechar lixões a céu aberto e vão iniciar o crescimento econômico verde”, disse o ministro.

Autor: CSV

Fonte: CSV

Compartilhe a Notícia!

Últimas Notícias

Notícias de Uberlândia

As Melhores Lojas de Uberlândia

Melhores Ofertas